Blog

Jornada de Parceria do IaaS: Otimize

Certamente, é um momento emocionante para a Infraestrutura como Serviço (IaaS). No fim das contas, os últimos 18 meses forçaram os líderes em TI de todo o mundo a se adaptar ou priorizar projetos em resposta às mudanças nas demandas do mercado e às necessidades .. continuar

Jornada de Parceria do IaaS: Otimize
Category icon
Categoria
infraestrutura

published icon
publicado em
author icon
Escrito por
Joyce Hofman

Certamente, é um momento emocionante para a Infraestrutura como Serviço (IaaS). No fim das contas, os últimos 18 meses forçaram os líderes em TI de todo o mundo a se adaptar ou priorizar projetos em resposta às mudanças nas demandas do mercado e às necessidades organizacionais. Como resultado, o investimento em IaaS explodiu, com o mercado mundial de IaaS crescendo 40% em 2020 para US$ 64 bilhões, de acordo com o Gartner.

 

A maioria dos parceiros olha para esses números e fica compreensivelmente interessada em começar sua jornada pelo mundo do IaaS. Entretanto, querer oferecer o IaaS é bem diferente de estar pronto para fazê-lo. Em nossas conversas com os clientes, fica claro que aqueles que querem entrar no jogo devem lidar adequadamente com a urgência de adotar novas soluções de nuvem e modelos de serviços.

 

Para descobrir mais oportunidades e gerar crescimento, a Ingram Micro Cloud desenvolveu uma estrutura de jornada de soluções para ajudar os parceiros a navegar pelas muitas ofertas de serviço de IaaS a partir de grandes hiperescaladores. Os quatro princípios de orientação de nossa Jornada de Parceria do IaaS – Otimize, Proteja, Transforme e Inove – acelera o processo dos parceiros de aceitar sua posição na maturidade da nuvem e de definir um planejamento para a inovação. Juntamente com nossos programas de capacitação de parceiros e equipes dedicadas, nós ajudamos os parceiros de canal a avançar em sua jornada na nuvem por meio da criação, aceleração e inovação dos seus negócios.

 

O planejamento de IaaS começa com a etapa um, Otimize, que trata de possibilitar aos parceiros ajudar os clientes a maximizar o valor de seus atuais investimentos na nuvem. A próxima etapa é Proteja, que é dedicada a ajudar os parceiros e seus clientes a navegar pelo complexo cenário de segurança e a ‘proteger’ seu crescimento na nuvem. Em seguida vem a etapa Transforme, que abrange tudo, desde o processo de análise até a reprogramação da transformação evolutiva dos negócios em nuvem de um cliente. Por último, a etapa Inove habilita os parceiros e seus clientes a desenvolverem serviços inovadores impulsionando as tecnologias mais atualizadas para resolver problemas específicos de negócios que os clientes enfrentam atualmente.

 

Vamos começar com a etapa um e a primeira postagem nesta série do blog: Otimize.

 

A importância da otimização

 

Em poucas palavras, a otimização é sobre criar a base certa, o que a torna um ponto inicial lógico para qualquer parceiro no começo do IaaS. Além disso, ela é especialmente importante porque muitos parceiros pulam essa etapa e tentam crescer muito e de forma rápida, sem antes desenvolver as melhores práticas.

 

Frequentemente, vemos organizações buscando invadir o IaaS com suas visões solidamente definidas apenas sobre o crescimento. Na verdade, vemos isso com bastante frequência, ainda que uma falta de otimização prejudique qualquer posição duradoura de nuvem do parceiro. Na prática, impulsionar a nuvem requer investimentos na criação de habilidades, como aplicações de migração e avanço em ofertas e serviços, assim como trabalhar na forma mais vantajosa possível.

 

Na primeira etapa da jornada, aconselhamos os parceiros a maximizar o valor dos seus investimentos antes de qualquer outra ação. Com as necessidades do cliente mudando de forma rápida, juntamente com a tecnologia em constante evolução, os parceiros precisam aproveitar os investimentos ao máximo para continuar a crescer, prosperar e criar vantagens competitivas.

 

Começando com a estrutura certa

 

Uma vez otimizado no IaaS, os parceiros podem criar oportunidades de upsell, superar a concorrência, desenvolver interações mais estratégicas com os clientes, considerar o desenvolvimento da propriedade intelectual (PI) e se diferenciar pela inovação e criação de valor do negócio. Mas não vamos nos precipitar – as organizações que tentam inovar ao mesmo tempo em que tentam cortar custos geralmente falham porque estes mesmos custos que elas tentam cortar reprimem a inovação. Por essa razão, os parceiros são aconselhados principalmente a otimizar primeiro e utilizar seu tempo útil e orçamento para percorrer a jornada de crescimento que leva à inovação.

 

Um dos segredos para criar tudo da maneira certa é a Well-Architected Framework. Essa estrutura é a criação mais popular da AWS, mas ela também é usada por outros provedores de serviços em nuvem para definir a arquitetura, conceber princípios e garantir as melhores práticas. A estrutura inclui cinco pilares: Otimização de custos, Confiabilidade, Excelência operacional, Eficiência de desempenho e Segurança – para ajudar os arquitetos de nuvem a criar uma infraestrutura segura, resiliente, eficiente e de alta performance para suas aplicações e cargas de trabalho.

 

Ela é normalmente utilizada como uma ferramenta que garante que a base da nuvem seja forte e permaneça forte, fornecendo assim uma abordagem consistente para avaliar as arquiteturas e implementar os designs que se ampliam com o tempo.

 

As origens da automação

 

Os parceiros que adotam os cinco pilares da Well-Architected Framework comprovaram diversas vezes a concretização de importantes vantagens na nuvem. Outro fato importante é que a estrutura também permite que os parceiros testem o campo da automação ao aumentar e diminuir as cargas de trabalho, conforme as mudanças de demanda, programando os sistemas para atingir consistência e confiabilidade, testando em escala para aumentar a previsibilidade e tomar decisões fundamentadas com exatidão e confiança.

 

Nesse estágio, a automação é apenas básica, ainda que já entregue uma melhoria significativa no que for possível com os ambientes existentes. O resultado são custos reduzidos e margens aumentadas, especialmente quando combinados com a capacidade de reserva na nuvem. Essa é uma outra ótima maneira de otimizar as máquinas virtuais e outros recursos para o melhor de sua capacidade. Mais uma vez, este ponto da jornada trata de definir os processos vigentes certos para então ser capaz de ampliá-los com êxito.

 

Como evitar problemas desde o início

 

Esta primeira etapa da Jornada de Parceria do IaaS pode não ser a mais atraente, mas é indiscutivelmente a mais importante, uma vez que a otimização pode efetivamente criar ou interromper um sucesso de longo prazo. Por exemplo, considere que alguns parceiros impulsionam a nuvem sem maximizar seu potencial total ou outros que implantam a automação sem ter experiência. Essas ineficiências podem custar caro aos parceiros se não forem eliminadas já no começo.

 

Na Ingram Micro Cloud, temos visto muitos parceiros considerarem a transição para a nuvem como o destino final. É por isso que desenvolvemos a Jornada de Parceria do IaaS como uma abordagem em estágios para um ambiente de hiperescala – para dar apoio aos parceiros e oferecer as soluções certas com treinamento, serviços e conteúdo. Temos diversas soluções terceirizadas comprovadas em nosso portfólio e podemos também dar apoio aos parceiros que trabalham com ferramentas nativas que se conectam com o ambiente do IaaS.

 

É hora dos parceiros reavaliarem sua estratégia e serem proativos para descobrir mais oportunidades. Na segunda parte, você verá: Proteja.